PRECONCEITO LITERÁRIO

Por Narah Lorrana - abril 21, 2017


A leitura de um bom clássico é algo encantador e eu sou a favor da ideia de que todo leitor deve tentar, pelo menos uma vez, conhecer o gênero. Sem obrigações, claro.

Eu estava fazendo uma pesquisa sobre a literatura clássica e encontrei o link "como ser literalmente culto", a resposta era: leia clássicos. Achei a proposta absurda e lembrei de uma página, do Facebook, com publicações sobre os grandes nomes da literatura clássica, mas, infelizmente, havia críticas direcionadas à outros gêneros e autores, logo, cliquei no deslike.

Eles julgam, com ignorância, aquelas pessoas que nunca leu, por exemplo, algum livro do Machado de Assis. Ou, de maneira mais sutil, apenas se acham melhores porque conhecem e apreciam os grandes nomes.

Sou apaixonada por clássicos e isso não me faz melhor ou mais culta que uma pessoa que prefere outros gêneros, assim como ler (qualquer coisa) não te torna mais especial do que quem não gosta de ler.

Precisamos aprender a parar de caracterizar as pessoas como piores ou melhores por causa dos seus gostos. Afinal, “nenhum livro é tão ruim a ponto de não se poder aprender nada com ele”.

Já que você, leitor dos melhores clássicos, se acha especial e precisa estar julgando os gostos dos outros, está na hora de aprender a respeitar. Cada um busca aquilo que gosta e que lhe satisfaz. Que tal, ao invés de julgar o coleguinha que disse que não gosta de literatura clássica, você não abre um e comece a ler?



  • Compartilhe:

Você pode gostar também...

8 comentários

  1. Disse tudo!! Eu adoro ler livros clássicos da literatura, mas isso não quer dizer que sou melhor do que outros que não leem. Cada leitor tem seu gosto, sua história. O importante é ler!
    Blog Entrelinhas

    ResponderEliminar
  2. Olá, concordo plenamente! Eu ainda não li todos os clássicos e tem muitos livros que não são clássicos e são de ótimo aprendizado.

    www.mundofantasticodoslivros.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Oi Narah! Que reflexão maravilhosa! Eu sinto muito essa questão do preconceito literário. Fiz letras, amo Machado de Assis e tantos outros autores clássicos, mas adoooro um romance de banca e não sou intelectualmente inferior por isso. Uma bobagem de gente que se acha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante
    Sorteio A guerra que salvou a minha vida

    ResponderEliminar
  4. Narah,você disse tudo...As pessoas acham que se você não ler um clássico você não é um leitor de verdade e isso é besteira, cada um tem um gosto literário, as vezes o que é bom para mim não será para você,a pessoa pode ler Machado de Assis, Carlos Drummond, Jorge Amado e não gostar e pode ler uma história em quadrinhos e gostar.Acho que esta mais do que na hora das pessoas pararem com esse preconceito literário e prestarem mais atenção pois a literatura brasileira é muito eclética, tem para todos os gostos, o que falta mesmo são os próprios brasileiros valorizarem a nossa literatura nacional.

    ResponderEliminar
  5. Olá!

    Adorei tudo!! O gênero que mais leio é o Erótico e já deve saber como as pessoas agem com isso. Bem, eu não me importo. Cada um deve respeitar e aprender a conviver com as diferenças e gostos literários que existes. Eu nunca li Machado de Assis, não porque não acho bom, ao contrário, valorizar nossos nacionais é maravilhoso.

    É ridículo se achar melhor que o outro porque leu esses clássicos! Cada livro tem seu bom aprendizado e é nisso que devemos focar.

    Beijão
    www.cretinaliteraria.com

    ResponderEliminar
  6. Adorei o post da forma como você trouxe. O preconceito literário é muito forte, principalmente hoje em dia, onde o número de leitores jovens está aumentando gradativamente, consequentemente a leitura de livros novos também.
    Acho que li dois ou três clássicos na minha vida e gosto, mas por alguns motivos, acabo lendo livros que entram mais no meu gosto literário e algumas pessoas já me criticaram. Um dia uma garota me perguntou o que eu gostava de ler, quando falei, ela disse: Pensei que gostasse de livro de verdade.
    Bom, eu tenho uma coisa que acho que é um preconceito e estou tentando mudar: Nunca lerei a biografia ou algo do tipo de um youtuber. Nada contra Youtuber, adoro assisti-los e se algum deles lançar um livro com uma história que realmente me interesse, vou ler, agora comprar um livro autobiográfico de uma pessoa de 15 anos já é demais. Alguns acham que é preconceito e eu concordo, estou tentando mudar.
    Mas, sobre o preconceito de eu leio clássicos e sou melhor, concordo com o que meu professor de filosofia diz: Não importa o que você leia, o que importa é você ler. É claro que será bom ler coisas novas, sair da sua zona de conforto e ler de tudo um pouco, mas só de você ler já é bom, porque ler alimenta alma. Porém, sempre lembre-se, você também não é melhor que ninguém por ler e outro não.
    Adorei o post pois precisamos realmente discutir este tema e combater a este preconceito também, assim como todos os outros.
    Magia é Sonhar

    ResponderEliminar
  7. Arrasou..
    Eu surto quando vejo esse tipo de coisa, fico realmente incomodada. Mesma coisa esse lance de 'livro modinha'
    sai de vários grupos literário após confusões sobre isso


    http://bookecoffee.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  8. Falou por todos!!
    Amei sua iniciativa de falar sobre isso, continue assim.
    Bjs, Ingrid
    http://oslivroseaingrid.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar